Para mães divertidas, seguras, criativas, cheias de atitudes, atletas, donas de si, firmes, corretas e também para as mães que, como eu, não são tanto, mas são boas, intencionalmente boas mães.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Atire a primeira pedra...


5 frases que você NÃO deve dizer ao seu filho

Toda vez que leio matérias deste gênero fico me sentindo horrível.  Já leio sabendo que vou ter falado para meus filho algumas das coisas que teoricamente eu não deveria, e pior, algumas fazem parte do meu vocabulário diário.
Mas vamos lá. Analisar, criticar e ponderar.

"Você certamente sabe que o primeiro contato de uma criança com o mundo acontece dentro da família e que os adultos, portanto, têm um papel fundamental na formação da personalidade e identidade social de uma criança. Por isso, tanto os seus atos quanto aquilo que você diz para o seu filho têm grande importância – e podem ter um impacto positivo ou negativo sobre ele. "


Tudo bem, sei da importância do exemplo e boa conduta, mas não precisava começar a matéria com esse ar de superioridade e nem com o dedo apontado no meu nariz. Medir palavras e nunca esforços para uma boa educação... Ok, vamos lá, continuar...

"Segundo a da professora de psicologia da faculdade Pequeno Príncipe (PR) , ligada ao hospital de mesmo nome, Mariel Bautzel, toda a estrutura psíquica e social de uma pessoa é formada na primeira infância. “Não é raro vermos adultos que não sabem lidar com os próprios sentimentos ou que desconfiam muito do outro”, explica a especialista. Para ela, a causa pode estar lá atrás, na infância.
Pensando nisso, com a ajuda de Mariel e também da psicoterapeuta do Hospital e Maternidade Santa Catarina (SP), Germana Savoy, listamos 5 frases que você NÃO deve dizer ao seu filho. "


Que bom que chamaram os especialistas. Sempre bom ouvir estudiosos no assunto, Melhor ainda se além de livros, tiverem usado o dia a dia com crianças para testar as teorias (e os nervos ) e a aplicabilidade das condutas sugeridas,.

“Para de chorar”
"A clássica frase inibe a expressão do sentimento da criança, sendo que o ideal é que você a ensine a lidar com as próprias emoções. “Sempre aconselho que os pais mostrem uma alternativa para o filho. Uma boa saída é pedir que eles mantenham a calma no momento do choro”, diz Germana."


Comecei mal. Essa frase digo repetidas vezes durante  os meus dias. A não ser por dor ou frustração bem documentada, não tolero choro. Acho até que em matéria de engoli-lo, meus filhos se saem muito bem. Às vezes, digo: Se quiser chorar, vá para o seu quarto.  Será que ganho pontos por ter dado esta opção?


“Volte já para a sua cama, isso é só um sonho”
"Até os 5 ou 6 anos, as crianças não sabem diferenciar com precisão o mundo real do mundo dos sonhos, por isso elas não entendem bem quando você disser que aquilo que vivenciaram não é real. O melhor é acalentar o seu filho, dizer que o medo logo vai passar e colocá-lo para dormir na cama dele novamente."

 
Eu mesmo me apavoro com sonhos ruins, realmente acredito que eles podem destruir uma noite. Neste caso acho que me sairia bem.

“Essa injeção não vai doer”
"Mentir para o seu filho faz com que a relação de confiança entre vocês seja quebrada. Fale sempre a verdade. Além da dor da injeção, ele também vai ficar magoado por ter sido enganado. Diga que é uma picadinha rápida, e que será para que ele tenha cada vez mais saúde para brincar."


Não perco pontos nesta também. Posso pecar por omissão, para não antecipar o sofrimento, mas não minto. Porém, talvez seja reprovada por acrescentar um presentinho, além da boa saúde, às vantagens de se tomar a vacina direitinho. ;)

“Você não aprende nada direito”
"Crianças que têm uma referência negativa de si mesmas obviamente ficam com a autoestima prejudicada, explica Germana. E, como elas ainda possuem um mecanismo de defesa pouco desenvolvido, tudo o que um adulto disser terá um impacto enorme. Dizer que elas são burras, ou que nunca vão aprender matemática, por exemplo, pode fazer com que realmente acreditem que têm essas fraquezas. "


Agora compreendo por que André sempre repete a mesma danação. De tanto eu dizer que ele nunca obedece, ele se conformou que obedecer não é o forte dele ;) Brincadeiras a parte, isso é coisa séria! Taxar crianças como tendo características negativas é bem perigoso. Elas vão acreditar em você, e o esforço para mudar desaparecerá. Melhor investir nos pontos fortes e reverbera-los sempre que possível.

"Se você não me obedecer, eu vou embora"
"A criança tem de aprender a respeitar os pais pela autoridade - e não por medo de perdê-los ou, pior ainda, de ser maltratada. Ameaças e chantagens estão fora de cogitação."


Todos os meus pontos acumulados até agora foram pelo ralo. Claro que digo isso! Nunca pensei que dizer: Caso você não se comporte não ganhará sorvete de sobremesa ( ou jogo no computador, ou picolé na praia) fosse uma chantagem fora de cogitação.

 O dia começa sempre cheio aqui em casa, cheio de pequenas surpresas e atividades legais, a cada passo fora da linha as regalias vão diminuindo. Tudo tem seu preço, inclusive o bom humor da mamãe :)

"Claro que, às vezes, os pais acabam falando coisas que não gostariam... Se isso acontecer, não se culpe. O jeito é recuperar a calma e conversar com a criança, explicando que agiu de forma errada."

Agora tentam amenizar a pancada, como quem sopra a ferida. Confesso que tento seguir a risca as orientações, leio, educo-me sobre educação infantil. Mas com sinceridade também confesso que o dia a dia com meus filhos ( 2 e 4 anos) não é fácil. E nem poderia, eu não esperava que fosse. Permito-me uma média sete. Pontos quase sempre perdidos no quesito ter paciência e  manter voz baixa e calma, mas nunca perco pontos por falta de carinho ou esforço na realização da tarefa. 

A Matéria "5 frases que você NÃO deve dizer ao seu filho" foi retirada da revista Crescer, para ve-la, clique aqui

2 comentários:

  1. Ja Ja o conselho tutelar bate aqui em casa... kkkk

    ResponderExcluir
  2. A gente bem que tenta mas as vezes sai tudo do ar mesmo! Ufa!!

    ResponderExcluir